Miguel Ángel Astúrias

15 15UTC agosto, 2007

“Sou o Jambo-Rosa da Ave do Paraíso, sou a vida, metade de meu corpo é mentira e metade é verdade; sou rosa e sou jambo, dou a todos um olho de vidro e um olho de verdade; os que olham por meu olho de vidro vêem porque sonham, os que olham por meu olho de verdade vêem porque enxergam! Sou a vida, o Jambo-Rosa da Ave do Paraíso; sou a mentira de todas as cousas reais, a realidade de todas as ficções!”

(em O Senhor Presidente)

ainda vivo

9 09UTC agosto, 2007

Envolvido com a chegada da mudança, tropeçando em pilhas de livros e caixas, tentando achar, com a Sil, os melhores lugares pra tudo, desesperado com uma cadela chamada Amidala que está meio confusa sobre onde fazer suas necessidades.

Apesar de tudo, ainda estou vivo. E espero voltar a postar historietas e poesias aqui, em breve.