Miguel Ángel Astúrias

15 15UTC agosto, 2007

“Sou o Jambo-Rosa da Ave do Paraíso, sou a vida, metade de meu corpo é mentira e metade é verdade; sou rosa e sou jambo, dou a todos um olho de vidro e um olho de verdade; os que olham por meu olho de vidro vêem porque sonham, os que olham por meu olho de verdade vêem porque enxergam! Sou a vida, o Jambo-Rosa da Ave do Paraíso; sou a mentira de todas as cousas reais, a realidade de todas as ficções!”

(em O Senhor Presidente)